Entretenimento

Saiba como foi o grande concerto “O Reencontro”

By  | 

“Um reencontro muito aguardado”, quem assim considera foi o público e os artistas que fizeram a festa no terceiro espetáculo alusivo aos 15 anos da STV, o campo do Ferroviário da Baixa, em Maputo, foi pequeno para acolher a moldura humana que se fez presente no recinto para testemunhar o reencontro da celebrada Bang Entretenimento.

A ansiedade e a curiosidade dominavam os espectadores que há cerca de 10 anos não viam os integrantes e ex-integrantes da Bang Entretenimento a dividir o palco.

O mistério perdurou até quando meia hora nos separavam das 23h quando as luzes invadiram o palco e o mestre-de-cerimônias anunciou o início da grande festa.

Nayla teve a nobre missão de abrir o espetáculo, com uma atuação atrevida, que serviu de chamariz para a atenção dos espectadores dispersos e dos que ainda estavam na fila de entrada para o recinto.

Mas foram três meninas que levaram o público pela primeira vez aos gritos, as De Já Vu, grupo de dança, que causaram muito furor no passado, mostraram que com o tempo aperfeiçoaram ainda mais o seu repertório e os passos de dança. Elas foram as primeiras integrantes da família Bang Entretenimento a atuar.

E na voz de Denny OG os presentes no Campo do Ferroviário da Baixa garantiram que iriam festejar até o amanhecer – “A malta vai txilar até o amanhecer” – prometia o público. Promessa feita o espetáculo seguia e a família ia-se reencontrando.

Marlen, a Preta Negra, como carinhosamente é chamada pelo público, entrou de forma calma a entoar a música “Moçambique”, numa versão mais calma e lenta, bem diferente da original. O som da batucada denunciava a mudança de ritmo e o pandza entrava em cena. As músicas “Preta Negra”, “Massaia” e “Ni Ketile Whena” mostraram que a jovem cantora continua afinada e com movimentos coordenados.

Mas este não foi o auge da noite, mais estava por vir! Lizha James convidou os machacas a cantarem com ela continuando desta forma a festa dos 15 anos da STV. Uma atuação que contou com a participação dos artistas Denny Og e Dama do Bling.

Valdemiro José e Doppaz trouxeram o romance à noite, durante as suas atuações colocaram a plateia feminina a vibrar ao som das suas vozes. Há mulheres que saíram do campo do Ferroviário da Baixa com uma recordação, uma rosa oferecida pelo seu artista de eleição.


Dama do Bling mostrou que continua irreverente, cantou seu primeiro sucesso, “Dama do Bling”, música que leva o nome da artista porque descreve o seu poder como cantora. A performance foi acompanhada atentamente pelo público, que mostrou que conhece perfeitamente as letras das suas músicas. E um obrigado se ouviu da artista ao cantar a música “De nada Bling”.

O auge do pandza foi recordado com a atuação da dupla Denny OG e Zico, estes mostraram que este ritmo ainda é muito querido pelos moçambicanos, e o momento mais esperado da noite chegou, quando todos os integrantes e ex-integrantes do grupo subiram ao palco para agradecer a todos os presentes e provar mais uma vez que a união faz a força.


Via O País

LEIA TAMBÉM:

Comentar via facebook

Comentários

Licenciado em jornalismo pela UEM, gosto de partilhar tudo de bom e útil que encontro pela Internet, meus dias resumem-se em leitura, games e filmes.

Leave a Reply

×